Festival Interativo de Música e Arquitetura retorna ao Rio celebrando seu aniversário de 458 anos | Riobrasil Noticias

Festival Interativo de Música e Arquitetura retorna ao Rio celebrando seu aniversário de 458 anos

Festival Interativo de Música e Arquitetura retorna ao Rio celebrando seu aniversário de 458 anos

01/03/2023 13:06:00 | Rio de Janeiro | Fonte: Jornal em Destaque

Em sua segunda edição, o FIMA – Festival Interativo de Música e Arquitetura convida o público carioca a viver mais uma experiência imersiva que une música e arquitetura, agora em outro importante monumento arquitetônico da cidade. Após uma estreia estonteante em dezembro último no Palácio Petit Trianon, na Academia Brasileira de Letras – em janeiro, o festival aportou em Belém, no Palácio Lauro Sodré, Museu do Estado do Pará (MEP) – o projeto, desta vez, irá celebrar os 458 da fundação da cidade do Rio (comemorados no dia 1 de março), reunindo na semana do seu aniversário, dia 5 de março, domingo, no Palácio do Catete (Museu da República), a soprano Daniella Carvalho, o violinista Daniel Guedes e a pianista Priscila Bomfim. Além do Rio de Janeiro e Belém, o FIMA estará presente também nos estados do Maranhão e Minas Gerais com historiadores da arte e arquitetos abrindo caminhos para que músicos brasileiros consagrados possam apresentar obras musicais que dialoguem com a arquitetura, a arte decorativa e a história destes icônicos edifícios, que representam alguns dos mais importantes patrimônios materiais do nosso país. No dia 18 de março, celebrando os 180 anos de Petrópolis e os 80 anos do Museu Imperial, o Duo Santoro se apresentará no Palácio Imperial. Com patrocínio do Instituto Cultural Vale por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, todas as apresentações do FIMA têm entrada gratuita.

No dia 5 de março, os cariocas terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre este icônico palácio, inicialmente projetado para abrigar um dos homens mais ricos do Brasil, Antônio Clemente Pinto. Fazendeiro, comerciante de café, banqueiro e industrial, se tornou Barão de Nova Friburgo em 1854 e quatro anos depois iniciou a construção do Palácio Nova Friburgo, futuro Palácio do Catete, com projeto do arquiteto alemão Carl Friedrich Gustav Waehneld. Para guiar o público nesta jornada por este edifício - que de 1896 até 1960 foi a sede da Presidência da República do Brasil – estará presente Mário de Souza Chagas, museólogo e diretor do Museu da República.

Continue lendo em jornalemdestaque

Compartilhe!




QR Code:









Eventos fotografados em Rio de Janeiro

Ver outros eventos fotografados em Rio de Janeiro - RJ









© Copyright 2003 / 2024 | RIOBRASIL DESENVOLVIMENTO DE SITES, SISTEMAS E ENTRETENIMENTO

SITES DO GRUPO : www.riobrasil.net - riobrasil.com.br - rb1.online - rb1.site


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.