Fogos de artifício: o vilão dos pets nos jogos de futebol. Veja 10 dicas para tranquilizar seus bichinhos durante as comemorações | Riobrasil Noticias

Fogos de artifício: o vilão dos pets nos jogos de futebol. Veja 10 dicas para tranquilizar seus bichinhos durante as comemorações

Fogos de artifício: o vilão dos pets nos jogos de futebol. Veja 10 dicas para tranquilizar seus bichinhos durante as comemorações

30/01/2021 01:46:00 | São Paulo | Fonte: Jornal em Destaque

Final de campeonato é sinônimo de festa. E os torcedores não economizam no barulho, preparando muitas vezes para a comemoração a queima dos fogos de artifício. Com a realização da final da Copa Libertadores da América, neste sábado (30), disputada pelos times Palmeiras e Santos, os tutores começam a se preocupar: como cuidar do pet já que por terem maior sensibilidade auditiva os bichinhos costumam sofrer em momentos como este?

Assim como nas festas de fim de ano, o barulho dos fogos de artifícios que marca a comemoração de cada gol é o vilão dos peludinhos e causa transtornos que podem deixá-los agressivos, além da eliminação de fezes/urina, salivação excessiva, vômito, hiperatividade, hipervigilância, busca de atenção, fuga, postura abaixada/encolhida, vocalização e tremores.

Para lidar com o problema, a veterinária Karina Mussolino, gerente técnica do Centro Veterinário Seres, da Petz, orienta a realizar um trabalho de força tarefa para habituar os bichinhos aos diversos barulhos, de uma maneira que se adaptem e não sintam medo nem estresse. Com a audição muito mais sensível que a dos humanos, os pets sofrem com o estampido dos fogos, o que é muito comum não só em dias de jogos de futebol, mas também nas festas de fim de ano. No caso dos cães, coração acelerado, salivação excessiva e tremores são indicativos de que algo não está bem. Em pânico, os bichinhos podem ter reações inesperadas e se machucar. No caso de pets já doentes, o quadro de saúde pode se agravar, explica a Dra. Karina.

Ela também conta que muitos tentam fugir nessas ocasiões e, por muitas vezes, podem ficar presos em portas, portões ou janelas; quebrar objetos ou até mesmo vidraças e se cortar ou ferir. Há risco de atropelamento, pois o paciente pode escapar e ir para a rua. Se o artefato explodir muito próximo ao pet, pode lesionar o tímpano e, como consequência, comprometer a audição, acrescenta a veterinária.

Para jogos de futebol tranquilos, a Petz/Seres elaboraram uma lista com 10 dicas muito especiais para acalmar você e seu pet no momento que estourarem os fogos.


10 dicas para driblar o medo

Continue lendo em jornalemdestaque

Compartilhe!




QR Code:


















© Copyright 2003 / 2024 | RIOBRASIL DESENVOLVIMENTO DE SITES, SISTEMAS E ENTRETENIMENTO

SITES DO GRUPO : www.riobrasil.net - riobrasil.com.br - rb1.online - rb1.site


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.