E AÍ... PRONTOS PARA CONVERSAR SOBRE SAÚDE MENTAL? | Riobrasil Noticias

E AÍ... PRONTOS PARA CONVERSAR SOBRE SAÚDE MENTAL?

E AÍ... PRONTOS PARA CONVERSAR SOBRE SAÚDE MENTAL?

14/02/2021 13:27:00 | | Fonte: Jornal em Destaque

Desde muito pequenos ouvimos diversos conselhos sobre a seriedade de se nutrir uma alimentação equilibrada, de manter uma rotina de exercícios físicos e zelar por um sono profundo e restaurador. Tudo isto é muito importante para que, ao longo da vida, consigamos desenvolver cada vez mais nosso bem-estar subjetivo. Contudo, chamo aqui atenção para outro aspecto de nossa história que costuma ser negligenciado por nós, talvez pela falta de diálogos sobre o assunto ou porque isso não nos é ensinado desde a infância: é necessário que cuidemos ativamente de nossa saúde mental.


Possuir este tipo de saúde implica desenvolver a capacidade de lidar com as exigências da vida, perante sentimentos considerados positivos ou negativos. Este equilíbrio faz com que consigamos reagir às adversidades com maior resiliência, equalizando nossas emoções e superando desafios e mudanças que venham a surgir - buscando sempre nosso contentamento. E isto está para muito além da ausência de doenças. Saúde é composta por tudo aquilo que agrega possibilidades de aumento de qualidade de vida. Algo extremamente subjetivo, pois cada um de nós tem ideias distintas sobre satisfação - mas que englobam também características comuns a muitos, como boas condições de moradia, reconhecimento profissional e relacionamentos positivos.


Este campo psíquico pode e deve ser pensado de maneira preventiva. Isto reduz o risco de que alguma desordem venha nos acometer. Assim, quanto maiores forem as possibilidades de falarmos sobre o que nos aflige, sobre nossos afetos contraproducentes e sobre os laços complexos que construímos pelo caminho, maiores também as chances de dissolvermos algum tipo de mal-estar. Além disto, se somos seres biopsicossociais, quando os aspectos físico, mental e relacional se desenvolvem juntos, há maior chance de se precaver de doenças - inclusive as mentais. Neste sentido, adquirir hábitos saudáveis como cultivar relacionamentos estáveis e participar de atividades que nos gerem prazer podem ser um grande aliado para suprir nossas necessidades.


Então, falar sobre saúde psíquica envolve conectar-se intimamente com aquilo que nos faz bem. Significa aceitar que cada um tem um tempo próprio e que, portanto, o excesso de informações ou de autocobranças pode ser prejudicial. Está relacionado com a busca de autonomia e com a sabedoria em descobrir quais são seus limites, encontrando qual a melhor maneira de colocá-los em prática. Consiste em desvendar o que lhe faz realmente feliz. Sim! Isto deveria ser ensinado na escola, desde o princípio. No entanto, caso não tenha aprendido isto naquela época, sempre há tempo de aumentar habilidades que ampliem seu autocuidado. Acolher a si mesmo, entender genuinamente o que você tem a dizer e seguir na direção dos seus desejos mais íntimos podem ser algo continuamente desenvolvido quando nos percebemos em busca da promoção da nossa saúde mental.

Continue lendo em jornalemdestaque

Compartilhe!




QR Code:


















© Copyright 2003 / 2024 | RIOBRASIL DESENVOLVIMENTO DE SITES, SISTEMAS E ENTRETENIMENTO

SITES DO GRUPO : www.riobrasil.net - riobrasil.com.br - rb1.online - rb1.site


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.