CLIQUE AQUI PARA EFETUAR O LOGIN NO SITE
 
RioBrasil.net - seu portal definitivo de entretenimento informações e serviços em Miguel Pereira, Paty do alferes, Vassouras, Barra do Piraí


ACESSOS HOJE: 13
 / ACESSOS ONTEM: 190

CARTAZ OFICIAL FESTA DO TOMATE 2013

ESSE ANO A FESTA DO TOMATE ACONTECERÁ NO MÊS DE MAIO!
FESTA DO TOMATE 2013


28/05 - Thalles Roberto
29/05 - Paula Fernandes
30/05 - Padre Fabío de Melo / MC Leozinho
31/05 - Luan Santana / Noizz
01/06 - Zeca Pagodinho / Dj MP4
02/06 - João Neto e Frederico


ORGANIZAÇÃO: PREFEITURA MUNICIPAL DE PATY DO ALFERES E SECRETARIA DE TURISMO...


 





PROGRAMAÇÃO FESTA DO TOMATE 2011

CLIQUE NO ANO PARA VER DETALHES DA PROGRAMAÇÃO

PROGRAMAÇÃO FESTA DO TOMATE 2011
2012
PROGRAMAÇÃO FESTA DO TOMATE 2011
PROGRAMAÇÃO FESTA DO TOMATE 2009
PROGRAMAÇÃO FESTA DO TOMATE 2009
2011
2010
2009
festa do tomate
festa do tomate
festa do tomate
2008
2007
2006
     
festa do tomate
festa do tomate
festa do tomate
2005
2004
FOTOS MILSON CIPRIANI
2003
FOTOS MILSON CIPRIANI

 

ENQUETE
BLOG
.
Oque você achou da programação da Festa do Tomate 2013 ?
Boa
Regular
Ruim
Òtima
Meia Boca
Péssima


Resultados
Diga o que você achou da programação da festa do tomate 2013 ?
NOME:
CIDADE: Vassouras DATA: 08/05/13 19:05:52 COMENTÁRIO:


VEJA OUTROS COMENTÁRIOS OU DEIXE O SEU TAMBÉM !





A FESTA DO TOMATE


A Festa do tomate sempre ocorre no feriado prolongado de Corpus Christi ( pronuncia-se corpus cristie ) .

Origem de Corpus Christi

 

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XII. A Igreja Católica sentiu necessidade de realçar a presença real do "Cristo todo" no pão consagrado. Esta necessidade se aliava ao desejo do homem medieval de "contemplar" as coisas.

Surgiu então, nesta época, o costume de elevar a hóstia depois da consagração. Disseminava-se uma controvertida piedade eucarística, chegando ao ponto das pessoas irem à igreja mais "verem" a hóstia do que para participarem efetivamente da eucaristia.

A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes. O Papa Urbano IV foi o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège na Bélgica, que recebeu o segredo das visões da freira agostiniana, Juliana de Mont Cornillon, que exigiam uma festa da Eucaristia no Ano Litúrgico.

Juliana nasceu em Liège em 1192 e participava da paróquia Saint Martin. Com 14 anos, em 1206, entrou para o convento das agostinianas em Mont Cornillon, na periferia de Liège. Com 17 anos, em 1209, começou a ter ‘visões’ (que retratavam um disco lunar dentro do qual havia uma parte escura. Isto foi interpretado como sendo uma ausência de uma festa eucarística no calendário litúrgico para agradecer o sacramento da Eucaristia). Com 38 anos, em 1230, confidenciou esse segredo ao arcediago de Liège, que 31 anos depois, por três anos, será o Papa Urbano IV (1261-1264), e tornará mundial a Festa de Corpus Christi, pouco antes de morrer.

A ‘Fête Dieu’ começou na paróquia de Saint Martin em Liège, em 1230, com autorização do arcediago para procissão eucarística só dentro da igreja, a fim de proclamar a gratidão a Deus pelo benefício da Eucaristia. Em 1247, aconteceu a 1ª procissão eucarística pelas ruas de Liège, já como festa da diocese. Depois se tornou festa nacional na Bélgica.

A festa mundial de Corpus Christi foi decretada em 1264, 6 anos após a morte de irmã Juliana em 1258, com 66 anos. Santa Juliana de Mont Cornillon foi canonizada em 1599 pelo Papa Clemente VIII.

O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão, porque o Papa morreu em seguida. Mas se propagou por algumas igrejas, como na diocese de Colônia na Alemanha, onde Corpus Christi é celebrada antes de 1270.

 

O ofício divino, seus hinos e o Hino ‘Lauda Sion Salvatorem’ são de Santo Tomás de Aquino (1223-1274), que estudou em Colônia com Santo Alberto Magno. Corpus Christi tomou seu caráter universal definitivo, 50 anos depois de Urbano IV, a partir do século XIV, quando o Papa Clemente V, em 1313, confirmou a Bula de Urbano IV nas Constituições Clementinas do Corpus Júris, tornando a Festa da Eucaristia um dever canônico mundial. Em 1317, o Papa João XXII publicou esse Corpus Júris com o dever de levar a Eucaristia em procissão pelas vias públicas.

O Concílio de Trento (1545-1563), por causa dos protestantes, da Reforma de Lutero, dos que negavam a presença real de Cristo na Eucaristia, fortaleceu o decreto da instituição da Festa de Corpus Christi, obrigando o clero a realizar a Procissão Eucarística pelas ruas da cidade, como ação de graças pelo dom supremo da Eucaristia e como manifestação pública da fé na presença real de Cristo na Eucaristia.

 

No Brasil, a festa passou a integrar o calendário religioso de Brasília, em 1961, quando uma pequena procissão saiu da Igreja de madeira de Santo Antônio e seguiu até a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima. A tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais.

A celebração de Corpus Christi consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. A procissão lembra a caminhada do povo de Deus, que é peregrino, em busca da Terra Prometida. No Antigo Testamento esse povo foi alimentado com maná, no deserto. Hoje, ale é alimentado com o próprio corpo de Cristo.

Durante a missa o celebrante consagra duas hóstias: uma é consumida e a outra, apresentada aos fiéis para adoração. Essa hóstia permanece no meio da comunidade, como sinal da presença de Cristo vivo no coração de sua Igreja.

Em 1983, o novo Código de Direito Canônico – cânon 944 – mantém a obrigação de se manifestar ‘o testemunho público de veneração para com a Santíssima Eucaristia’ e ‘onde for possível, haja procissão pelas vias públicas’, mas os bispos escolham a melhor maneira de fazer isso, garantindo a participação do povo e a dignidade da manifestação.

A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quanx'do Jesus disse :‘Este é o meu corpo...isto é o meu sangue... fazei isto em memória de mim’. Porque a Eucaristia foi celebrada pela primeira vez na Quinta-Feira Santa, Corpus Christi se celebra sempre numa quinta-feira, após o domingo de Pentecostes.

Fonte: www.nossosaopaulo.com.br

Origem de Corpus Christi

 

Por quê celebramos?

Neste dia recordamos a instituição da Eucaristia, na Quinta-feira Santa, durante a Última Ceia: Jesus transformou o pão e o vinho em seu Corpo e Sangue.

É uma festa muito importante porque a Eucaristia é o maior presente que Deus nos deu, movido pelo desejo de ficar conosco depois da Ascensão.

Origem da festa

Deus propiciou esta festa através de Santa Juliana de Mont Cornillon. A santa nasceu em Retines, perto de Liège, Bélgica, em 1193. Órfã desde pequena e educada pelas freiras agustinianas em Mont Cornillon, ela cresceu, fez a profissão religiosa e mais tarde foi superiora de sua comunidade. Por causa de intrigas, teve que ir embora do convento. Morreu em 5 de abril de 1258, na casa das freiras cistercienses em Fosses, e foi enterrada em Villiers.

Juliana, desde jovem, teve uma grande veneração pelo Santíssimo Sacramento e sempre desejava que existisse uma festa especial em sua honra. Este desejo, diz-se, foi intensificado por uma visão que ela teve da Igreja sob a aparência de lua cheia, com uma mancha negra, que significava a ausência desta solenidade.

Ela manifestou suas idéias a Roberto de Thorete, então bispo de Liège, e ao douto Dominico Hugh, mais tarde cardeal legado dos Países Baixos; a Jacques Pantaleón, arquidiácono de Liège e depois bispo de Verdum, ao Patriarca de Jerusalém e finalmente ao Papa Urbano IV. O bispo Roberto se impressionou favoravelmente e, como naquele tempo os bispos tinham o direito de ordenar festas para as suas dioceses, invocou um sínodo em 1246 e ordenou que a celebração se realizasse no ano seguinte. Também o Papa ordenou que um monge chamado João escrevesse o ofício para essa ocasião. O decreto se mantém preservado em Binterim (Denkwürdigkeiten, V.I. 276), junto com algumas partes do oficio.

O bispo Roberto não viveu para ver a realização de sua ordem, já que morreu em 16 de outubro de 1246, mas a festa foi celebrada pela primeira vez pelos cânones de São Martim em Liège. Jacques Pantaleón chegou a ser Papa no dia 29 de agosto de 1261. A ermitã Eva, com quem Juliana tinha passado um tempo e que também era fervente adoradora da Santa Eucaristia, insistiu com Henrique de Guelders, bispo de Liège, para pedir ao Papa que extendesse a celebração ao mundo inteiro.

Urbano IV, sempre admirador desta festa, publicou a bula "Transiturus" em 8 de setembro de 1264, na qual, depois de louvar o amor de nosso Salvador manifestado na Santa Eucaristia, ordenou que fosse celebrada a solenidade de "Corpus Christi" na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, outorgando ao mesmo tempo muitas indulgências a todos os fiéis que assistissem à santa misa e ao ofício. Este ofício, composto pelo Doutor Angélico Santo Tomás de Aquino a pedido do Papa, é um dos mais belos do breviário romano, e foi admirado até mesmo por protestantes.

A morte do Papa Urbano IV (2 de outubro de 1264), pouco depois da publicação do decreto, obstaculizou a difusão da festa. Mas o Papa Clemente V tomou o assunto em mãos e, no Concílio Geral de Viena (1311), ordenou mais uma vez a adoção da festa. Publicou um novo decreto incorporando o de Urbano IV. João XXII, sucessor de Clemente V, instou a sua observância.

Nenhum dos decretos fala da procissão com o Santíssimo como um aspecto da celebração. No entanto, essas procissões foram dotadas de indulgências pelos Papas Martim V e Eugênio IV e se tornaram bastante comuns a partir do século XIV.

A festa foi aceita em Cologne em 1306; em Worms foi adotada em 1315; em Strasburg em 1316. Na Inglaterra, foi introduzida da Bélgica entre 1320 e 1325. Nos Estados Unidos e em outros países, a solenidade é celebrada no domingo seguinte ao da Santíssima Trindade.

Na Igreja grega, a festa de Corpus Christi é conhecida nos calendários dos sírios, armênios, coptas, melquitas e rutínios da Galícia, Calábria e Sicília.

O Concílio de Trento declara que, muito piedosa e religiosamente, foi introduzido na Igreja de Deus o costume de que todos os anos, em determinado dia festivo, se celebre este excelso e venerável sacramento com singular veneração e solenidade, e, reverente e honorificamente, seja levado em procissão pelas ruas e lugares públicos. Nisto, os cristãos testemunham a sua gratidão e a lembrança de tão inefável e verdadeiramente divino beneficio, por meio do qual se torna presente de novo a vitória, o triunfo sobre a morte e a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Fonte: es.catholic.net



ONDE SE HOSPEDAR EM MIGUEL PEREIRA, PATY DO ALFERES E ARREDORES.

comunidade saí no riobrasil.net no orkut


Cursos Online 24 Horas
Cursos On-line



























 


  Quando técnicos da Emater e da Ceasa-RJ resolveram promover uma Semana Técnica, no Mercado Produtor da Ceasa, em 1979, buscavam apenas o aprimoramento e entretenimento para os produtores rurais de Paty do Alferes sem saber porém, que haviam plantado a primeira semente da FESTA DO TOMATE.

Dois anos depois, inspirado na Festa da Uva de Caxias do Sul – R.S., o evento já passou a ser conhecido como FESTA DO TOMATE, ainda como uma pequena confraternização entre produtores e técnicos agrícolas, onde as grandes atrações eram mágicos e leilões de animais.

No ano da emancipação de Paty do Alferes, 1987, a FESTA DO TOMATE passou para a administração municipal tendo um novo impulso e começando se tornar conhecida pelo nível dos shows musicais apresentados a cada ano.

A inauguração do Parque de Exposição Amaury Monteiro Pullig, em Avelar, no ano de 1995, foi a alavanca fundamental para o crescimento que a FESTA DO TOMATE alcançou, sendo hoje considerada a maior do estado do Rio de Janeiro.

Sandy & Junior, Leonardo, Tim Maia, Paralamas do Sucesso, Chitãozinho & Xororó, Zezé de Camargo & Luciano, Fábio Junior, Daniel, Zeca Pagodinho, dentre muitos outros, já passaram por nossos palcos, nestes 24 anos em que a FESTA DO TOMATE se realiza.

       Muitas outras atividades compõem a programação da FESTA DO TOMATE, como o Concurso Leiteiro e o de Qualidade do Tomate, na área agrícola. Eventos esportivos tais como os Torneios de Voley e Corrida Rústica. Serão realizados, também, os já tradicionais Concursos de Culinária do Tomate e da Rainha da Festa.

Em 2003, a Vivo patrocinou o evento onde foram realizadas diversas atividades culturais, esportivas e agrícolas além cinco grandes shows mantendo a qualidade na programação musical com artistas consagrados em todo o país.



Festa do Tomate:

Endereço do local da festa: Parque de Exposições Amaury Monteiro Pullig – Avelar – 2º Distrito de Paty do Alferes

Data da Festa: sempre no Feriado de Corpus Christi

Horário da festa: Diurno e Noturno

Número médio de público: 40 mil pessoas/dia

Realização: Prefeitura Municipal de Paty do Alferes







rodape



ENCONTRE OUTROS EVENTOS COBERTOS
PROCURAR EVENTO PELA DATA
   

DIVULGUE AQUI SEU EVENTO GRATUITAMENTE / ANIVERSARIANTES DO MÊS / ANUNCIE AQUI / TRABALHE NO SITE / INDICAR O SITE A UM AMIGO / USO E PRIVACIDADE / MAPA DO SITE / CONTATO

© Copyright 2003 - 2014 - GRUPO RIOBRASIL - GRUPO DE INCLUSÃO DIVULGAÇÃO E PESQUISAS DIGITAIS DO RIO DE JANEIRO

www.riobrasil.net - www.riobrasil.com.br - www.riobrasil.info - www.meveja.net


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.